Fale Pelo WhatsApp

(27) 98127-3289

Siga-nos :

Escola Brasileira de Medicina avança e cresce a receita em 90% em 2022

São Paulo, janeiro de 2023 – Com os recentes avanços do Governo Federal (GDF) que sancionou a lei que autoriza o uso da telemedicina na rede pública e privada de saúde, a prática se fortalece e ganha mais respaldo legal, avançando no caminho da expansão e acesso à saúde digital. Com isso posto, o médico terá mais autonomia na tomada de decisão em adotar ou não a prática para os cuidados com o paciente, ou ainda, a recomendação a consulta presencial. 

É nesse contexto de democratizar o atendimento médico, revolucionar a saúde e torná-la cada vez mais acessível a milhões de pessoas, que está inserida a Escola Brasileira de Medicina (EBRAMED) – primeira plataforma de Pós-Graduação focada em ensino digital para médicos de todo País, comemora o bom desempenho este ano. 

A edtech comemora o bom ano de 2022. Com mais de 1,8 mil alunos matriculados na pós, a previsão é dobrar esse número, crescendo na ordem 85% até o final de 2023. De acordo com Marcus Vinicius Tatagiba, CEO e fundador da EBRAMED, a estimativa é matricular cerca de 3,4 mil alunos para Pós-Graduação e mais de 10 mil nos cursos de extensão, considerando todo o Brasil. “Crescemos 90% em matrículas este ano em 12 especialidades médicas e esperamos faturar algo em torno a R$ 175 milhões no próximo ano”, afirma. 

Para isso, vem firmando parcerias com grandes hospitais e centros médicos em todo País. Tem parceria firmada para estágio médico com mais de 300 hospitais em São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Distrito Federal, Bahia, Mato Grosso e Rio de Janeiro. Só nos EUA são mais de 200 hospitais conveniados para que o aluno possa participar do programa de práticas avançadas no Brasil e Estados Unidos. 

Outra estratégia para continuar crescendo e ser referência na educação continuada para médicos em todo o País, foi o anúncio recente sobre a parceria com a Docway, conhecida como a “Uber” para agendamento de consultas médicas e outros serviços. O objetivo é ampliar e difundir ainda mais a telemedicina no País, além da criação de empregos para médicos e estágio para formação e treinamento da plataforma. 

Levantamento feito pela EBRAMED mostra que, a cada 4 médicos, 3 não sabem fazer atendimento via telemedicina e não se sentem preparados para a prática. “Precisamos investir em formação médica para termos atendimento de qualidade e levar esse conhecimento para todo o Brasil. A transformação digital na saúde foi antecipada pela pandemia e, com isso, a prática da telemedicina ganhou força. O médico que não acompanhar essa mudança certamente ficará limitado e quem perde com isso é a população”, explica Tatagiba, que também é fundador do Grupo Educar Mais, considerado uma das principais holdings de educação do País.

Campos de atuação

Atualmente, a startup educacional oferece a possibilidade de especialização em Pós-graduação e MBA nas áreas de Cardiologia, Pediatria, Ginecologia, Obstetrícia, Clínica Médica, Psiquiatria, Radiologia e Diagnóstico por imagem, Dermatologia e Medicina do Trabalho. Além disso, qualificação em Oncologia, Geriatria, Nutrição, Fisioterapia, Vigilância Epidemiológica, Fisiologia, dentre outras. A duração média dos cursos é em média 18 meses com carga horária que pode variar entre 1.300h/a à 6.600 h/a. 

Conta com a supervisão técnica-científica do diretor acadêmico, o cardiologista Dr. Leonardo Jorge Cordeiro de Paula, especialista em Gestão de Saúde e Educação, e atualmente médico clínico pelo Incor – Instituto do Coração. 

Com o ticket médio dos cursos na casa dos R$ 30 mil, os cursos mais procurados em 2022 foram Psiquiatria e Saúde Mental. De forma geral, o público-alvo principal na busca pelos cursos de Pós-graduação é dominado pelas mulheres (78%) enquanto os homens representam (22%). Entre os planos para 2023, de acordo com a escola, é também empregar mais de 200 profissionais recém-formados, considerando o modelo presencial e na área de telemedicina.

Sobre a EBRAMED 

A Escola Brasileira de Medicina é a primeira plataforma de pós-graduação focada em ensino digital para médicos de todo País. Conta atualmente conta com 120 colaboradores, dos quais 87 são da equipe médica, docentes que atuam em hospitais reconhecidos nacionalmente. Com dois anos de operação, já passaram na edtech mais de 3,5 mil médicos nos cursos de extensão e atualmente são 830 alunos nos cursos de pós-graduação, com uma média atual de 300 novas matrículas por mês. 

 

Tags :

Compartilhe:

Baixar conteúdo programático

Baixe o conteúdo programático e confira as informações do coordenador, os objetivos, a descrição dos módulos e os diferenciais do curso.